TEM ALMA, É GENTE E GENTE TRABALHA: POVOS INDÍGENAS E TRABALHO NO BRASIL COLONIAL

Autores

  • Helena Azevedo Paulo de Almeida Universidade Federal de Ouro Preto

Palavras-chave:

Eu, Outro, Povos Indígenas, Brasil Colonial.

Resumo

No presente trabalho, propôs-se entender como os povos indígenas no Brasil foram encarados como mão de obra fundamental da sociedade colonial, a partir da Bula Papal Sublimis Deus. Para tal, investigou-se a partir de uma perspectiva de longa-duração a mão de obra indígena como fruto da catequização e interesse religioso para integração daqueles povos na sociedade que se formava. Trabalhos como de Manuela Carneiro da Cunha, Edgar Morin, Edward Said e John Monteiro formam a base teorico-metodológica do trabalho. Palavras-chave: Eu; Outro; Povos Indígenas; Brasil Colonial.

Biografia do Autor

Helena Azevedo Paulo de Almeida, Universidade Federal de Ouro Preto

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-6687-6289

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

Azevedo Paulo de Almeida, H. (2023). TEM ALMA, É GENTE E GENTE TRABALHA: POVOS INDÍGENAS E TRABALHO NO BRASIL COLONIAL. Revista Filosofia Capital - ISSN 1982-6613, 19(25), 98–110. Recuperado de https://filosofiacapital.org/index.php/filosofiacapital/article/view/481