A SUPERAÇÃO DA MORAL MODERNA NA FILOSOFIA DE NIETZSCHE

Autores

  • Robson Stigar Faculdade Herrero
  • Vanessa Roberta Massambani Massambani Ruthes Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Palavras-chave:

Genealogia, Niilismo, Eterno retorno

Resumo

Por meio da crítica dos valores, Nietzsche acaba por diagnosticar o estado de décadence no qual o Ocidente está imerso, este é regrado pelo niilismo, que em suas formas, é uma atitude de negação da alteridade, por meio de uma reação depreciativa. Contudo, por meio de sua teoria do eterno retorno, afirma que este processo, que é próprio de um tipo doentio de homem, não necessariamente terá um fim, mas uma possível contraposição. Em outras palavras Nietzsche anuncia, baseando-se na história, um tipo de homem superior ao moderno, aquele que irá além das ruínas das velhas concepções de bem e mal, aquele que por uma atitude afirmativa bendiz todos os momentos da vida, enfim aquele que conseguiria ir além-do-homem moderno. Palavras-Chave: Genealogia, Niilismo, Eterno retorno.

Biografia do Autor

Robson Stigar, Faculdade Herrero

Doutor em Ciência da Religião pela Pontifícia Universidade de São Paulo.

Vanessa Roberta Massambani Massambani Ruthes, Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Doutora em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

Stigar, R., & Massambani Ruthes, V. R. M. (2023). A SUPERAÇÃO DA MORAL MODERNA NA FILOSOFIA DE NIETZSCHE. Revista Filosofia Capital - ISSN 1982-6613, 19(25), 23–32. Recuperado de https://filosofiacapital.org/index.php/filosofiacapital/article/view/502